sexta-feira, 26 de junho de 2009

Vida de Astro...


imagem da net


Carmen Sílva Musa Lício

As pessoas acham que ser uma pessoa famosa, um astro, é a receita certa para ser feliz, além de rico e famoso...

Mas Michael Jackson, o maior astro da música Pop, demonstrou que isto está longe de ser uma realidade... E não só ele, mas Elvis Presley, e tantos outros que se atropelaram em meio à própria fama...

Acabaram por se desintegrar, se desfazer, através do tempo, sem se sentirem felizes, se auto destruindo, segregando-se em suas torres encasteladas, como prisioneiros de si mesmos...

Não consigo encontrar razão para considera-los pessoas vitoriosas, e vou dizer o porque...

A ilusão da fama leva a pessoa a investir muito na sua carreira, a ponto de perder seus valores, se é que os teve algum dia... E perdem o contacto com seus amigos mais queridos, se afastam da família, da sua rotina, da vida normal dos "pobres mortais"... Tornam-se infelizes!!!

E depois de famosos, são tão assediados que sempre ficam na dúvida se as pessoas se aproximam deles por amizade ou por interesse... É muito triste viver desta forma, enclausurado e à parte da vida lá fora!

imagem da net



Após ter sido um garoto prodígio, Michael Jackson, depois de se separar dos seus irmãos para fazer uma carreira “solo”, conseguiu sobressair, indo de encontro à fama... Mas nem toda a fama do mundo conseguiu apagar ou mitigar seus problemas psicológicos, sua dor, fruto de destratos e do assédio por parte do pai...

Com todo o seu dinheiro, sua fama e glória, continuou a ser um menininho assustado, temeroso, emocionalmente infantil... E o pior, é que se tornou tal qual seu pai, instável emocionalmente...

E após anos de fama, acabou por se tornar uma caricatura de si mesmo, caricatura de um ser humano... Tentando se aceitar, mudou tanto sua aparência que se transformou em uma aberração... Muito pior do que seria a sua aparência atual, se não passasse por nenhuma operação plástica. E, pior, o seu interior continuou o mesmo, com suas aflições, seus temores, seus fantasmas particulares...

Uma vida despreparada para lidar com o sucesso, com a riqueza; enfim, com a própria vida!!! Uma vida longe de Deus...


E isto é triste, muito triste...



imagem da net

15 comentários:

Nanda Botelho disse...

Nós pensamos que tem solução rápida para a vida. E acreditamos que as pessoas que têm muito dinheiro estão com uma vida mais tranquila, já que o que mais nos aflige, ainda é a sobrevivência, e o dinheiro facilita isso.

Somos tomados por insegurança material e isso confunde a mente que corre para sanar isso. Esquecemos que a vida é complexa, então existem outros pontos.

Temos evidências que vida de fama não garante por si só boa vida, mas não sabemos ver isso.

Se M.Jackson, fosse pobre, sofreria do mesmo jeito porque também não foi a fortuna e fama que o fizeram sofrer, foi a sensação de que não era amado por ser e sim por fazer coisas extraordinárias.

Que o exemplo dele fique para nos acordar para nosso mundo interior.

Bjão!

carmen disse...

Olá, Nanda,
que bom ve-la aqui e este seu comentário tem tudo a ver...

Creio que uma das razões pelas quais a pessoa se decepciona com a vida é que, enquanto não temos tudo aquilo que queremos materialmente, nos iludimos... e depois que já temos tudo, vemos que os bens materiais na verdade não nos completam, não preenchem o nosso vazio interior, que só é preenchido por Deus, pelo amor que vem dEle...

bjs e bfs

bete disse...

O comentário da Nanda foi ótimo.

A diferença entre o M.Jackson e muitos que há por aí, é que ele era rico e famoso. Mas o que tem de gente perdida...Jesus já viu isso no tempo dele, gente andando pra lá e pra cá, desorientada, feito ovelhas sem pastor.

A sensação de não ser amado é o que míngua lentamente a vida das pessoas. Até os animais domésticos morrem se não receberem amor.

talita disse...

Carmen

O que dá mais pena nesse episódio é que ele, com tanto dinheiro, não procurou ajuda com um bom terapeuta. Também não desenvolveu sua espiritualidade. Não havia tempo pra uma coisa, nem outra. Eu me preocupo com seus 3 filhotes, que eram obrigados a andar com os rostos cobertos - apenas um pequeno sinal da insanidade que rondava esse relacionamento familiar. Judiação!

Fiquei contente ao ver que nossos filhos - o Lucas e o Diogo - fazem anos no mesmo dia: 22. Só que o Diogo já fez 26 anos.

Obrigada pela visita. Você disse que quer conhecer meu habitat, vamos marcar um lanche numa noite em que a Neli possa vir também.

Beijo e bom domingo!

Talita

HSLO disse...

É muito interessante a vida do Michael.Vai deixar saudades ele.

Abraços amiga Carmem

carmen disse...

É, Bete, o desamor destrói a pessoa, que fica sem uma referência para viver...

E se ele procurasse ajuda psicológica e espiritual, quem sabe...

bjs

carmen disse...

Talita, é uma história de uma vida desperdiçada... pois não deu a ele o sentido maior... o real sentido da vida.

E me espanta que, com tanto dinheiro, não tenha tido um acompanhamento psicológico e psiquiátrico decente...

E já que fui convidada, me convidando...rsrsrs

Vou marcar com a Neli...
bjs

carmen disse...

Hugo, ele fêz uma história singular, única!!!
E será lembrado através do tempo...

Só não sei se o preço que pagou compensou... mas...

Visitei o seu Blog e deixei um comentário lá...
abçs

Jacira mavignier disse...

Oi, Carmen!

Senti tristeza quando soube da morte do Michael. Suas músicas marcaram um pouco minha vida, (as primeiras).

Sabemos de seu sofrimento quando pequeno, e sabemos também, que estes sofrimentos deixam marcas indeléveis na vida de uma ser humano. Alguns podem ser resolvidos com anos de terapia, outros dificilmente se diluem...

Como alguns já disseram, e concordo, a falta de amor e ACEITAÇÃO verdadeiros, o fizeram tornar-se infelizmente essa (é duro mas vou dizer), aberração ambulante.

Tantas foram as tentativas de ser aceito e de se aceitar, que acabou
mais doente de alma e físicamente.

"Pobre menino rico!"

Deus em Seu grande amor, certamente se apiedou dele, assim, como se apieda de nós!

Beijos

Sandra disse...

Concordo com a Nanda.
Apesar de tudo é muito triste tudo isso.
Também fiz um poster em curiosa, sobre ele.
Sandra

carmen disse...

É, Jacira, que ele tenha tido tempo, em seus instantes finais, para pedir para Jesus salva-lo, afinal, o ladrão lá na cruz, foi salvo assim, no último instante...

bjs

Gerly disse...

Assino embaixo! Muito válido seu post.

Acho que a história dele é uma lição de vida a não se seguir.

Todos tem a opção de fazer diferente.

Beijokas!

:o)

Anita disse...

Coloca no teu coração os sonhos que tens... os poderes que te pertencem e o amor mais forte de que és capaz.
E descobrirás, a magia de ser feliz!

Triste realidade amiga!
Um lindo começo de semana.
Beijos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

carmen disse...

Verdade, Gerly!!!

Uma história muito triste e com final mais triste ainda...

bjs

carmen disse...

Anita:

uma ótima semana para você!!!
bjs