sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Jornada nas Férias... (Parte 2)

Atendendo a inúmeros pedidos, vários abaixo-assinados e a uma imensa passeata na porta da minha casa, com faixas, cartazes e tudo o mais... resolvi escrever logo a segunda parte desta novela não muito saudável e coloca-la no ar... (rsrsrs)

Carmen Sílvia Musa Lício


Bom, como prometi, vamos à segunda parte da nossa incursão pelos hospitais...

No capítulo anterior, a Yolanda ficou a esperar que o seu "precioso xixi viesse à tona", para que pudéssemos então conseguir uma reavaliação médica...

E como a médica que a atendeu "evadiu-se" do plantão, fui procurar o novo médico "entrante"...

Ficamos a espera-lo naquela mesma ante-sala da outra vez, e o mesmo, quando chegou, começou a atender em uma velocidade fantástica, dando conta de toda aquela fila que já havia se formado, eu ainda a colocar ordem na mesma...

Contei a ele o que ocorrera, e que ela não havia conseguido urinar, e ele pediu o prontuário para ver o que a outra médica havia escrito...

Fui à sala de tratamento e ninguém o encontrou... disseram que talvez já tivesse sido levado para a recepção, para arquiva-lo... Corri lá e ninguém encontrou... Após algumas idas e vindas, consegui que um "cristão de boa vontade" fosse busca-lo no arquivo, pois já haviam arquivado como caso resolvido (!!!)

Pedi para ele reavalia-la, e ele estranhou muito a suspeita de fecaloma, sem nenhum exame físico...

Acabou por fazer uma consulta completa e disse para voltar no dia seguinte, pois o exame já havia sido encaminhado ao Laboratório, sem um pedido de urgência...

Fomos para casa e no dia seguinte eu pedi ao Lucas para buscar o resultado para ver o que seria necessário fazer... Pensei que daria uma anemia... algo assim, pois ela estava tomando vitaminas mas como começou a engordar, resolveu parar...

Ao receber o resultado, na noite do dia seguinte ao exame, fiquei surpresa, pois deu a uréia muito alta e a creatinina também, além da anemia, o que mostrava que o rim estava filtrando muito pouco o sangue.

A sorte dela é que eu sou da área da saúde... No dia seguinte pela manhã liguei para o médico da casa de repouso e falei da suspeita da médica... Ele é um médico muito bom, foi chefe de um Pronto Socorro de grande porte, e me falou toda a conduta que deveria ter sido dada, e ao me ouvir falar do que a médica achou que ele deveria fazer (toque retal) para ter uma idéia se seria fecaloma, deu uma resposta bem raivosa, bem típica dele, que não convém citar aqui...

Liguei para uma médica amiga minha e os dois acharam melhor eu levar urgentemente a um Hospital de maior porte, pois provavelmente necessitaria de uma hemodiálise com rapidez... o que não poderia ser realizado naquele PS.

Fomos então, eu e o Lucas, meu fiel escudeiro (que participou de toda a nossa maratona), busca-la, e a levamos ao Hospital Universitário...

Consegui passa-la pelo médico, que pediu os exames novamente com urgência e, após um bom tempo, ela acabou por ser internada, passando na frente de inúmeros pacientes que estavam aguardando vaga há dias, sentados na sala de espera. Isto devido à gravidade do seu caso...

Concluindo, ela está internada já há 8 dias e terá que se submeter a 3 hemodiálises por semana... Fizeram muitos exames, está sendo muito bem tratada, e só terá alta quando tiver algum local de referência, público, para poder se submeter às sessões de hemodiálise.

Se dependesse da "médica com fecaloma mental", ficaria em casa até morrer por falta de atendimento adequado...

Eu, hein???

11 comentários:

Renato de Oliveira disse...

Oi, Carmen!

Já estou como a "Mana das Nuvens", Ámen, Ámen!!!

Como sabe, melhor do que ninguém, por estar integrada num departamento de saúde, a saúde pública deixa muito a desejar, por (alguns) médicos que negligentemente fazem os diagnósticos com muita ligeireza, deixando os doentes entregues a si mesmo!

E, depois tem um organismo corporativo por detrás deles, chamado Ordem dos Médicos, que os defendem, mesmo que sejam negligentes!

Para tudo na vida é preciso ter sorte, cara amiga!

B.F.S.q.b.

Beijinho,

Renato

carmen disse...

Está aprendendo rápido, hein???
Amém, amém... rsrsrs

É, a Saúde está doente, e ineficiente... como podemos ver...

bjs

bete disse...

É muito grave Carmen. Se não fosse por você, ela poderia estar morta. E aqueles que não tem uma "Carmen" na família. Tremo só em pensar...

Felizmente moro numa rua em que há um hospital. Meu pai dá piripaque várias vezes, coração, ele não se trata, volta e meia ele dá um piripaque. Mas sempre que vai lá na base do PS ele é bem atendido, isso pela idade, eu suponho, elas dão uma certa preferência aos idosos. Mas a sessão de espera lá é de no mínimo umas duas horas.

Meu filho teve suspeita de dengue no ano passado, e não teve paciência para aguardar, ficou quase três horas na espera, então ele largou e foi trabalhar. Mas depois veio uma assistente social aqui em casa pedindo pra ele retornar, mas ele, rebelde, não foi.

talita disse...

Carmen

Assim como quando uma porta se fecha, abre-se uma janela, quando há um mal atendimento no PS, Deus providencia uma irmã enfermeira e cheia de amor pra dar.

É assim que Ele funciona!

Beijo e bom feriado!

Talita

talita disse...

Desculpe, mau-atendimento!

Talita

neli araujo disse...

Carminha linda,

Espero que a Yolanda esteja melhor, linda!

Há uma clínica de hemo lá na Aclimação, que atende pelo SUS. Os profissionais de lá são ótimos!

Meu filhote fez todo o pós operatório por lá, pelo SUS. Qualquer coisa me liga, linda, que eu passo o nome da Clínica e da médica (nefrologista) que é bárbara!

beijinhos e um ótimo feriado! Força, amiga!
Vai passar...

Neli

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Carmen!Sorte de sua irmã ter ido com você!

Nem sei o que dizer ,pois tudo já foi dito.Desejo que a Yolanda tenha a "sorte"(neste país para conseguir ser bem atendido é necessário contar com ela)de ser tratada por médicos que possuam,pelo menos, humanidade,ou deveria dizer,responsabilidade e competência?


Beijos e saúde para a Yolanda!Sonia Regina.

carmen disse...

Bete:

A Saúde anda assim, de um lado os usuários, com suas necessidades prementes; do outro os funcionários, em pequeno número para tanta demanda...

Lá em cima, o governo, que não está nem aí, e só quer o voto dos pobres coitados e gastar bem abaixo do que é destinado à Saúde, para economizar, por um lado, e tirar, por outro!!!

carmen disse...

Talita, eu também creio que Deus não desampara os seus, sempre dando o livramento, o escape, para aqueles que nEle confiam...
bjs

carmen disse...

Neli:

Eles estão vendo próximo à sua casa de repouso ou próximo à minha casa, ou à casa da minha mãe, pois teremos que leva-la 3 vezes por semana...

Haja tempo, disponibilidade e álcool!!!

Mas espero uma solução mais prática, vinda do Snhor...

De qualquer forma, muito obrigada... Se precisar, uso o telefone vermelho!!!
bjs

carmen disse...

Sonia Regina:

A Yolanda está sendo muito bem tratada pelo pessoal do HU, e espero que consiga um local adequado para o prosseguimento do tratamento...
bjs e obrigada pelo seu cuidado...