domingo, 22 de março de 2009

Desafio Lúdico II


JANELA INCONFIDENTE – O REENCONTRO

Renato de Oliveira

Parte II

Ela – Honeyed

Ele - Sunshine

Quentes raios de sol outonal entravam pela janela do quarto.

Depois de alguns sonhos, com pesadelos à mistura, Honeyed acordou naquela manhã, com a sensação

de ter acontecido algo de insólito… E, logo se recordou: Repelira o Sunshine, o que Ele nunca lhe perdoaria!

Perdera-o para sempre? Talvez sim…ou talvez não?

Ia começar a chorar quando, repentinamente vislumbra a sombra de um vulto no lado exterior da janela!

Honeyed sentiu um tremor gélido percorrer-lhe o corpo! O seu coração começou a bater fortemente, e

nem ela própria sabia se era de receio ou de alegria!

Ela aproximou-se da janela, com alguma ansiedade, e ao deparar com Sunshine, sentiu a alegria

legitima de alguém que ama! As lágrimas correram pelo seu rosto, porque seus olhos estavam irradiando

alegria, próprios de “Gente Feliz com Lágrimas”!

Nem o facto de existir um vidro a separá-los, os desapontou!

Mantiveram-se durante algum tempo imóveis, olhos nos olhos, até seus corpos serem atraídos um pelo

Outro, mesmo com aquela barreira de vidro de permeio!

Perdidos nos pensamentos, trocaram um longo beijo e saciaram com avidez a oportunidade surgida,

depois do seu último encontro, há muitos dias atrás!

Os olhos de Honeyed tinham-no observado com apaixonada fixidez, as mãos acariciado com muita

Ternura e amor, e a boca adorada não se havia recusado!

Após longo silêncio, entrecortado pelo “barulho” do bater dos seus corações, despediram-se com

nova troca de acenos e olhares, carregados de cumplicidade amorosa!

Sunshine olhou o céu e inspirou profundamente, interiorizando o pensamento de que não há

Felicidade maior do que a que nos permite Ser e Viver segundo os nossos desejos e vontades.

8 comentários:

neli araujo disse...

Renato!

Belo texto!

Você sempre surpreendendo, não é mesmo? Parabéns!

Uma beijoca,
Neli

carmen disse...

Renato, amei o seu texto, você consegue colocar no papel uma mistura de sensações, de emoções...

Parabéns...
bjs

Renato de Oliveira disse...

Neli!

Obrigado pelo seu comentário!

Nada de especial! Somente dizermos o que sentimos e eis!

Beijinho,

Renato

Renato de Oliveira disse...

Carmencita!

Minha cara amiga, são as sensações e as emoções do ser humano! Todos temos estas emoções, o que é preciso é extrapolá-las de alguma maneira!

Obrigado pelo seu comentário.

Beijinho,

Renato

carmen disse...

Renato, você soube extrapola-las...rsrsrs
bjs

Renato de Oliveira disse...

Oi, Carminha!

Eu sei que você sabe , que eu sei extrapolar! Mas você também o sabe fazer muito bem!

Você nasceu para "Florença Nigthingale", mas tem muito "leite escondido"! Você é de uma maleabilidade a tratar de quase tudo!

Não perca essa sua veia, de que tudo o que faz, faz bem e com sabedoria!

Não se pode perder os talentos que existem à face da Terra! Aproveite as oportunidades que "giram" e "flutuam" como que uma aurea sobre a sua cabeça! Apanhe essas ideias geniais e ponha-as em prática!

Beijinho Cara "Florença"

Renato

carmen disse...

Tank you, very much...
smack

Renato de Oliveira disse...

Oi, Carminha!

smack = esmurrar ?

Quer me bater é?

Eu sei que não!

Beijinho,

Renato