quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ampulheta do Tempo

imagem da net


O tempo passa, passa o tempo,

pelas entranhas, pelo meu rosto

Sulca calmamente a minha pele,

minha pele sulca,

frisando minhas mazelas

marcando os meus sorrisos,

através do tempo

indelevelmente marcado,

em minha testa, corpo e olhos

*

Olhos cansados de ver

tanta tristeza,

tanto destempero

Olhos cansados de não ver

dias alegres, dias maiores

de esperar por dias melhores

esperar por risadas infantis

pelo riso solto e despreocupado dos jovens

*

O tempo passa, para você e para mim...

Melhor é aproveita-lo com coisas boas,

que mais tarde nos servirão de lembrança,

boas recordações do passado,

a certeza de que não vivemos em vão

de que deixamos algo para a humanidade

lembranças e realizações

*

Assim iremos, mas estaremos

na mente dos nossos ente queridos

e dos amigos que aqui ficarão

sabendo que Deus, melhor do que homens,

saberá nos dar o nosso galardão

( by Carmen, a musa)

Obs: escrito em Maio de 2009


10 comentários:

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Carmen!


O tempo é mesmo implacável,vai passando sem pedir licença e nos empurrando junto com ele!

Mas as boas lembranças perduram e ele não possúi força suficiente para apagá-las!


Carmen,a Musa está arrasando em seus poemas!Gostei muito de suas reflexões!

Um beijo carinhoso!

Sonia Regina.

neli araujo disse...

Oi, Carminha querida!

Gostei muito do teu poema, linda!

E olha, antes que o tempo passe

demais, venho deixar meus parabéns

com alguns dias de atraso, minha

amiga!

Quando vi em meu calendário, o

tempo havia passado...

Parabéns, e que Deus te abençôe,

Carminha!

beijo carinhoso,

Neli

carmen disse...

Sonia Regina:

Obrigada pelo apoio e pela sua amizade!!!

Que bom que você gostou...

bjs, querida

carmen disse...

Neli:

não é que até eu me esqueci de postar algo a respeito???

Só rindo mesmo...rsssss

Obrigada e que este ano a nossa amizade só possa aumentar!

bjs

Rubinho Osório disse...

Belo poema. Por que vc o escondeu por mais de um ano?

carmen disse...

Ah! Estava em meus guardados virtuais... mas resolvi posta-lo. Achei que talvez meus leitores achassem enfadonho, longo...

bjs

Viviana disse...

Querida Carmen

Então passou mais um aniversário?

Alegro-me com isso e desejo que o bom Deus abençoe contínuamente o seu viver.

Gostei muito do seu poema

Um grande abraço

Viviana

poetaeusou . . . disse...

*
Amiga Carmen
,
o tempo não passa por nós,
nós é que passamos pelo tempo,
o tempo não existe é irreal !
,
marés de estima,
fica,
,
*

carmen disse...

Olá, Vivi:

Obrigada pelos parabéns e por ter gostado do meu poema.

Ando meio "chinfrim".

bjs

carmen disse...

Poetaés:

tem razão, nós é que passamos pelo tempo...

Mas que ele é irreal, lá isto não é, afinal meu relógio e meu espelho mostram bem a sua realidade...rs

bjs